ENGENHARIA DE SOFTWARE E REDES
 
home | curriculum | download | projetos | artigos | contato
 

Engenharia da Computação

 
Login Senha
 
 
jairovitorino@hotmail.com
 

O analista de sistemas implementa processos computacionais para viabilizar soluções visando dados a serem processados. Este profissional estuda diversos sistemas computacionais, entre eles: os hardwares (equipamentos), os softwares (programas) e o usuário final.

Seguindo padrões de projetos ele prospecta modelos e os codifica de forma que o computador possa executa-los. Em outras palavras, este profissional cria programas, que depois de testados serão capazes de automatizar rotinas de trabalhos necessários ao desenvolvimento de produtos e serviços nas empresas, governos e no ambiente doméstico.

De modo geral a computação pode ser definida como a busca de soluções para um problema a partir de entradas (inputs) cujos resultados (outputs) produzem um algoritmo, ou seja, uma abstração lógica, que depois de codificado resultará em um produto de software. De acordo com o Wikipédia, é com isto que lida a análise de sistemas,, subcampo da ciência da computação e da matemática. Durante milhares de anos, a computação foi executada com caneta e papel, ou com giz e ardósia, ou mentalmente, por vezes com o auxílio de tabelas ou utensílios artesanais. A partir da segunda metade do século XX, com o advento dos computadores eletrônicos, a Computação passou a ter uma presença cada vez mais marcante na sociedade, influenciando a vida diária de parte da população mundial. A partir da década de 1950, a Computação ganhou o status de Ciência surgindo então o termo ciência da computação, uma área do conhecimento humano hoje fortemente ligado à produção de software.

MÉTODOS ÁGEIS:

Os métodos de desenvolvimento ditos “ ágeis” (em inglês Agile Modeling, ou AG) visam reduzir o ciclo de vida do software (e por conseguinte acelerar o seu desenvolvimento) desenvolvendo uma
versão mínima, seguidamente integrando as funcionalidades por um processo iterativo baseado na escuta do cliente e testes ao longo de todo o ciclo de desenvolvimento.

A origem dos métodos ágeis está ligada à instabilidade do ambiente tecnológico e o facto de o cliente estar frequentemente incapacitado de definir as suas necessidades de maneira exaustiva no
início do projeto. O termo “ágil” faz assim referência à capacidade de adaptação às mudanças de contexto e as modificações de especificações que intervêm durante o processo de desenvolvimento.
Em 2001,17 pessoas estabeleceram assim manifesto ágil cuja tradução é a seguinte :
• indivíduos e interações, mais do que processos e instrumentos
• desenvolvimento de software em vez de documentação exaustiva
• colaboração com o cliente em vez de negociação contratual
• abertura à mudança em vez de seguir um plano rígido


Sistemas